top of page

"30 MELHORES LIVROS DO ANO DE 2021" DA REVISTA CRESCER

SELO "ALTAMENTE RECOMENDÁVEL" DA FNLIJ

Entre as tantas linguagens artísticas que explorou ao longo da vida, o compositor, cantor e instrumentista Itamar Assumpção também escreveu livros para crianças. Só que ninguém sabia. "Homem-Bicho - Bicho-Homem" é o primeiro volume da coleção de inéditos “Itamar para crianças”, que será toda lançada pela Editora Caixote ao longo de 2021 e 2022. É uma poesia irreverente e divertida sobre os animais, que mistura números, ritmo e imagens poéticas inusitadas, falando sobre a cada vez mais urgente preservação da natureza, mas de um jeito que só ele poderia fazer.

 O livro foi ilustrado por Dalton Paula, celebrado artista plástico brasileiro que investiga as influências da diáspora africana na cultura e história do nosso país. E que é fã de Itamar. O texto foi editado ainda pela poeta Alice Ruiz S, amiga de longa data e parceira de trabalho do autor.

HOMEM-BICHO, BICHO-HOMEM, Itamar Assumpção e Dalton Paula

SKU: 9786586666045
C$27,90Preço
O livro estará disponível para envio em 3 ou 4 semanas. Livros em estoque comprados junto com este serão enviados todos juntos!

ITAMAR ASSUMPÇÃO (por Anelis Assumpção)

Nasceu em 13 de setembro de 1949, na cidade de Tietê, interior de São Paulo, e faleceu em 12 de junho de 2003. Cantor, compositor, instrumentista, ator, produtor e, também, escritor, embora se considerasse simplesmente um "poeta não". Produziu uma obra valiosa: mais de 300 músicas, 9 discos e centenas de poesias. Seu rico acervo está, desde 2020, no museu virtual em sua homenagem, o MU.ITA.Entre 1998 e 2003, Itamar dedicou-se a uma coleção de livros infantis, que ficaram inéditos até 2021, quando publicamos "Homem-Bicho, bicho-Homem". Inquieto em sua arte e dedicado ao estudo da palavra, Ita resolveu aprofundar-se na linguagem infantil e empenhou-se bastante na construção dessas obras. Ele também era famoso por sua paixão pela natureza, flores, plantas e bichos. Com esses livros, proporciona um belo encontro entre a palavra e a memória, que desembocam num rio criativo, cheio de trava-línguas que destravam o pensar.

DALTON PAULA (por ele mesmo)

Nasci em Brasília, em 1982, e atualmente vivo em Goiânia. Trabalho como educador e artista visual. Gosto de fazer pinturas, fotografias, esculturas e instalações e, principalmente, de investigar as influências da diáspora negra na história brasileira. Obras minhas já foram expostas em museus como o MASP e o Instituto Tomie Ohtake e em eventos de arte, como a Bienal de São Paulo, a Trienal do Novo Museu em Nova York e a Bienal do Mercosul. Ao ser convidado para ilustrar os livros inéditos de Itamar, de quem sou fã, senti o chamado da ancestralidade. Deixou-me muito feliz a oportunidade de fazer parte de uma obra desse artista, que tanto fez por nossa cultura.

Veja também: