top of page

A mulher negra é a síntese de duas opressões, de duas contradições essenciais: a opressão de gênero e a de raça. Isso resulta no tipo mais perverso de confinamento. Se a questão da mulher avança, o racismo vem e barra as negras. Se o racismo é burlado, geralmente quem se beneficia é o homem negro. Ser mulher negra é experimentar essa condição de asfixia social.

Nessa coletânea de artigos de vários momentos da carreira da pesquisadora e ativista Sueli Carneiro, os fundamentos que embasam o feminismo negro em uma perspectiva histórica e interseccional.

ESCRITOS DE UMA VIDA, Sueli Carneiro

SKU: 9788598349770
C$32,90Preço

Nascida em 1950 na capital paulista, onde ainda reside, Sueli Carneiro é uma das principais vozes contemporâneas do Brasil na luta pela igualdade racial e pelo direito das mulheres. Filósofa, autora, doutora em Educação pela USP, é também coordenadora-executiva do Geledés Instituto da Mulher Negra e editora do Portal Geledés.

Veja também: