top of page

*Todo o lucro com venda do livro "A queda do céu" será doado para a Hutukara, associação presidida por Davi Kopenawa e que atua há mais de 18 anos na garantia de direitos do povo Yanomami. Para conhecer mais sobre a Hutukara, acesse: http://hutukara.org.

 

Um grande xamã e porta-voz dos Yanomami oferece neste livro um relato excepcional, ao mesmo tempo testemunho autobiográfico, manifesto xamânico e libelo contra a destruição da floresta Amazônica.
Publicada originalmente em francês em 2010, na prestigiosa coleção Terre Humaine, esta história traz as meditações do xamã a respeito do contato predador com o homem branco, ameaça constante para seu povo desde os anos 1960. A queda do céu foi escrito a partir de suas palavras contadas a um etnólogo com quem nutre uma longa amizade - foram mais de trinta anos de convivência entre os signatários e quarenta anos de contato entre Bruce Albert, o etnólogo-escritor, e o povo de Davi Kopenawa, o xamã-narrador.
A vocação de xamã desde a primeira infância, fruto de um saber cosmológico adquirido graças ao uso de potentes alucinógenos, é o primeiro dos três pilares que estruturam este livro. O segundo é o relato do avanço dos brancos pela floresta e seu cortejo de epidemias, violência e destruição. Por fim, os autores trazem a odisseia do líder indígena para denunciar a destruição de seu povo.
Recheada de visões xamânicas e meditações etnográficas sobre os brancos, esta obra não é apenas uma porta de entrada para um universo complexo e revelador. É uma ferramenta crítica poderosa para questionar a noção de progresso e desenvolvimento defendida por aqueles que os Yanomami - com intuição profética e precisão sociológica - chamam de "povo da mercadoria".

A QUEDA DO CÉU, Davi Kopenawa e Bruce Albert

SKU: 9788535926200
C$47,50Preço

DAVI KOPENAWA nasceu por volta de 1956, na comunidade de Mõra mahi araopë (região do rio Toototobi), no extremo norte do Amazonas. É presidente fundador da associação Hutukara, que representa a maioria dos Yanomami no Brasil. Foi condecorado, entre muitos outros títulos e distinções nacionais e internacionais, com a Ordem do Mérito do Ministério da Cultura (2015). É membro da Academia Brasileira de Ciências (2021) e, com Bruce Albert, coautor de A queda do céu (Companhia das Letras, 2015), traduzido para sete idiomas.

BRUCE ALBERT nasceu em 1952, no Marrocos. Antropólogo francês, participou em 1978 da fundação da ONG Comissão Pró-Yanomami, em que conduziu com Davi Kopenawa, Claudia Andujar e Carlo Zacquini uma campanha nacional e internacional até obter, em 1992, a homologação da Terra Indígena Yanomami, à qual viajou quase anualmente por mais de quarenta anos.

Veja também: